Doença cardiovascular e alimentação baseada em plantas - Blog # 38

Enviado por Seed4Life em ter, 14/09/2021 - 10:30
# 38

Há um ditado que diz: “...o plantio é opcional, mas a colheita é obrigatória”. Nós somos livres para escolher o que plantar, mas obrigatoriamente iremos colher o que plantamos. Cabe a nós tomar escolher o que comer e como viver, mas deveríamos tomar estas decisões conscientes sobre as consequências de nossas ações.


Segundo dados da ONU, a doença cardiovascular é a principal causa de mortes no mundo inteiro. Por ano morrem desta causa 17.900.000 pessoas, representando 32% de todas as mortes globalmente. Em 2019, 8,9 milhões morreram por doença coronariana, ou seja, infarto agudo do miocárdio, e 6,7 milhões por acidente vascular cerebral.


Nos Estados Unidos a situação é alarmante. Segundo Dr. Michael Greger, a aterosclerose ou o endurecimento das artérias começa na juventude. As artérias de quase todas as crianças criadas à base da dieta americana padrão (Standard American Diet – sigla SAD em inglês) já apresentam deposição microscópica de gordura, sinalizador do primeiro estágio da doença, aos 10 anos de idade. Aos 20 anos, inicia-se a formação de placas, que vão piorando até os 30. Se alojados no coração dão origem ao infarto, se alojadas no nosso cérebro se manifestam como acidentes vasculares cerebrais (AVC).


Então para qualquer um acima dos 10 anos, a escolha não é se quer comer de forma saudável para prevenir as doenças, mas sim a prevenção da progressão de doença já instalada. A doença cardiovascular é resultado de um processo de degeneração vascular. Os vasos sanguíneos perdem sua função de irrigação.

Como mencionado pelo Dr. Alberto em seu livro Cirurgia Verde, existem os grandes vasos sanguíneos, de grande calibre, como as artérias do coração, que compõem a macrocirculação. E existe a microcirculação, formada pelos capilares, vasos sanguíneos de ínfimo calibre, mas de grande área de cobertura, o que permite a chegada do sangue até cada célula de nosso corpo.
A medicina contemporânea, com todo seu arsenal farmacológico, conta somente com remédios para macrocirculação, enquanto que a microcirculação, que é de suma importância, é negligenciada. Dr. Alberto, com base na literatura vigente, propõe uma forma integrativa de abordagem da doença coronariana, mostrando que, uma vez aderido ao tratamento, o paciente vai perceber melhora de parâmetros clínicos. 


De maneira geral, quando alguém recebe o diagnóstico de hipertensão arterial, diabetes, doença coronariana, este chega como o diagnóstico de uma doença maligna, que não tem cura. É dito para esta pessoa que ela irá ter que tomar remédio o resto da vida, e que inevitavelmente ela vai morrer dessas doenças. 
Mas estas doenças são benignas. Claro, irão levar a situações sérias se não for feita uma intervenção. Então, ao abordar o paciente, é importante entender toda situação dele, investigar a origem da doença. Qual o nível de participação do sistema inflamatório?

Qual o fator da obesidade? 


A gordura age como órgão inflamatório, que produz grandes quantidades de mediadores inflamatórios causando danos ao nível vascular, em um tecido muito fino, porém ativo denominado endotélio, a camada que recobre os vasos por dentro. O endotélio é parte integrante dos vasos, desde os capilares até  as grandes artérias do coração.


O que você está comendo pode ter potencial inflamatório, com reflexo no endotélio. E se sua escolha foi uma alimentação baseada em carnes, queijos, produtos de origem animal deverá aguardar o aumento da deposição de colesterol. 
Além disso, esse padrão alimentar normalmente inclui ingesta de grandes quantidades de açúcar. O excesso de açúcar no sangue, induz desequilíbrio no endotélio. Ao nível da microbiota intestinal, desenvolve bactérias e fungos que produzem micotoxinas e toxinas bacterianas que são inflamatórias. Agem no fígado inflamando-o e assim geram grande produção da fração LDL do colesterol (do inglês low-density lipoprotein).


Sabemos que o LDL favorece deposição de placas de colesterol nos vasos, que gradualmente levam à obstrução, que são como entupimentos de estruturas cilíndricas como os vasos. As coronárias, comparadas aos capilares, são vasos de grande calibre. E sempre negligenciamos os capilares, de muito pequeno calibre. Devemos lembrar que até a coronária estar com 60% de obstrução, os capilares já estarão completamente comprometidos pela doença isquêmica.


Médicos e pesquisadores ao redor do mundo estão compreendendo o papel da alimentação nestas doenças. O Dr. Dean Ornish, (conhecido por ser o médico responsável pela recuperação total do ex-presidente dos EUA, Bill Clinton), mostra em seu livro chamado “Salvando seu Coração”, casos de reversão completa de doença coronária com alimentação baseada em plantas. 

Já o Dr Michael Greger, cita que, quando pesquisadores colocaram pessoas com doenças coronárias em uma alimentação baseada em plantas, aguardava-se a diminuição da progressão da doença. Mas algo milagroso aconteceu, e a doença começou a reverter. Assim que pacientes pararam de comer dietas que entopem as artérias, seus corpos foram capazes de “dissolver” as placas, abrindo as artérias sem o uso de drogas ou cirurgia, sugerindo que os corpos querem e podem se curar, porém a oportunidade não é oferecida

Os estudos de Greger, de meta-análise e revisão, mostram regressão de placas mesmo após apenas 3 semanas de alimentação saudável, com melhora no fluxo de sangue para o coração. Dietas à base de plantas não são apenas mais seguras e baratas. Eles podem funcionar melhor, porque nos permitem tratar a causa real da doença. Outros estudos também mostram que em períodos de apenas 6 meses a 1 ano já torna-se perceptível o resultado do tratamento de algumas doenças crônicas.


Mas lembre-se, os danos causados pela má alimentação vieram se desenvolvendo ao longo de 20, 30 ou 40 anos. Então, tenha paciência ao adotar as medidas integrativas e uma alimentação baseada em plantas. Curta o caminho. A boa notícia é que este caminho de cura é também prazeroso e a dieta, deliciosa. Mas isto é tema para nossas conversas culinárias!

J.D.C 

Fontes: 

Greger, M, FACLM 2nd April 2021 - Porque uma dieta baseada em plantas pode ser melhor do que remédios para doenças cardíacas.
Ornish, D. - Livro - Salvando o Seu Coração – Editora Relume Dumará - 1995 
Gonzalez, A.P. – Livro - Lugar de Médico é na Cozinha – Editora Planeta (fase de reedição)
Gonzalez, A.P. – Livro – Cirurgia Verde  – Editora Planeta (fase de reedição)
 

Carta aos Amigos

 

Carta aos amigos

Dirijo-me a você, querido amigo, para apresentar a nova página da plataforma Seed4Life, à que chamamos de Blog...

Outros posts do blog

Blog # 39
Escrito por Seed4Life, em 07/10/2021 - 16:30
# 37
Escrito por Seed4Life, em 31/08/2021 - 10:30
# 36
Escrito por Seed4Life, em 24/08/2021 - 10:30
# 35
Escrito por Seed4Life, em 16/08/2021 - 15:00
Blog # 34
Escrito por Seed4Life, em 03/08/2021 - 09:00